Emergência

Em caso de emergência ligue para os números de atendimento da sua cidade:

Curitiba
(41) 3242-1212

Porto Alegre
(51) 3333-6060

notícias

Informações e dicas para a sua saúde

Febre Amarela: A prevenção é a melhor defesa

28/02/2019

No final de janeiro foi confirmada a circulação do vírus da febre amarela e o primeiro caso humano no município de Antonina. Este fato acendeu um alerta das autoridades de saúde estaduais para a população. A Ecco Salva entende que é hora de redobrar os cuidados para evitar que a doença se espalhe e a melhor maneira de promover isso é com informação.

Diferente do que muita gente pensa, o macaco não transmite a doença. Pelo contrário, ele é infectado como o  humano, e o aparecimento repentino de macacos mortos é um indicativo de que o vírus está presente naquela área.

A febre amarela é transmitida por mosquito. Na forma silvestre, o vetor (mosquito) é o Haemagogus e o Sabethes. Já na febre amarela urbana, a doença é transmitida pelo Aedes aegypti e Albopictus. Ou seja, é ainda mais importante combater os focos deste mosquito, pois além da dengue, zika e chikungunya, também pode transmitir a febre  amarela.

O combate ao mosquito previne a proliferação do transmissor, mas a melhor prevenção para nossa saúde é tomara vacina contra a Febre Amarela. A vacina está disponível nas unidades de saúde de todo estado. Quem tem entre 9 meses de idade e 59 anos e nunca tomou uma dose deve se vacinar.

Além de prevenir o surgimento da doença, é importante observar pessoas próximas e você mesmo. Os primeiros sintomas levam entre três e seis para e manifestarem após a picada, podendo chegar a 15 dias. O tratamento é sintomático, cuidando de febre e dores com o uso de analgésicos e antitérmicos. Assim como na dengue, anti-inflamatórios e salicilatos (AAS) devem ser evitados. No surgimento dos sintomas, não demore para procurar um médico.

A DOENÇA

A febre amarela silvestre é uma doença infecciosa febril aguda causada por vírus. Seus sintomas iniciais são febre alta de início súbito, associada a dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômitos, dor no corpo, dor abdominal. Ou seja, se confundem com outras doenças como leptospirose, gripe ou dengue. A febre amarela pode ter evolução rápida,
em cerca de 10% dos casos, para formas graves com icterícia (amarelão da pele), dor abdominal intensa,  sangramentos em sistema digestivo (vômitos ou fezes com sangue), pele ou urina e falência renal. Por isso, a
importância de identificar a doença precocemente para realizar os cuidados médicos necessários.

A vacina está disponível nas unidades de saúde de todo estado. Quem tem entre 9 meses de idade e 59 anos e nunca tomou uma dose, deve se vacinar. Lembrando que, desde 2013, a Organização Mundial da Saúde orienta que uma única dose da vacina contra a febre amarela garante imunidade por toda a vida e que não é necessário se vacinar a cada dez anos, como era feito anteriormente.

Qualquer outra dúvida sobre a vacinação, a doença e seus sintomas, os postos de saúde poderão esclarecer e lhe atender.

Fontes sites:

Secretaria da Saúde do Paraná
Conselho Nacional de Secretarias de Saúde

 

orientacao-medica

ECCO SALVA Curitiba

Endereço: Av. Batel, 1473 - Batel
Curitiba - PR, 80420-090
Brasil
Telefone: (41) 3340-8787 Febre Amarela: A prevenção é a melhor defesa
Dr. Juradilson de Santis Junior
- Diretor Técnico Médico -
CRM-PR 13908

ECCO SALVA Porto Alegre

Endereço: Av. Cristóvão Colombo, 832 - Floresta
Porto Alegre - RS, 90560-001
Brasil
Telefone: (51) 3333-6000 Febre Amarela: A prevenção é a melhor defesa
Dr. Marcos C. Michelin
- Diretor Técnico Médico -
CRM-RS 30363